Header Ads

ARTEFATOS DE BRONZE DO "MUNDO DAS FADAS" SÃO DESENTERRADOS NA CHINA


 Arqueólogos desenterraram milhares de artefatos da Idade do Bronze pertencentes a um reino alternativo místico.

Descoberto no sítio arqueológico de Sanxingdui em Sichuan, os achados mais recentes incluem uma escultura de cobra de bronze com cabeça humana, máscaras de ouro, um altar de bronze e uma caixa de bronze contendo jade.

Desde a década de 1980, as escavações no local desenterraram cerca de 13.000 artefatos que datam da Idade do Bronze entre 4.500 e 3.000 anos atrás.

Muitos deles pertencem a um reino alternativo de "fada" no qual as pessoas da época acreditavam fortemente.

"As esculturas são muito complexas e imaginativas, refletindo o mundo das fadas imaginado pelas pessoas naquela época, e demonstram a diversidade e a riqueza da civilização chinesa", disse o líder da escavação Zhao Hao, da Universidade de Pequim.

Curiosamente, alguns dos artefatos parecem ter sido deliberadamente queimados ou quebrados, provavelmente para fins ritualísticos.

“Assim como em outras sociedades humanas, o ritual de quebrar e queimar é frequentemente sobre uma passagem santificada ou comunhão com um mundo além do nosso”, disse o especialista em arte asiático Jay Xu ao Live Science.

"Esses enterros [de artefatos] foram talvez uma tentativa de mover esta sociedade através de crises com orientação ou ajuda de outro reino".