Header Ads

DADOS DESCLASSIFICADOS REVELAM QUE OBJETO INTERSTELAR ATINGIU A TERRA EM 2014


 Novos dados divulgados pelo Comando Espacial dos EUA (USSC) confirmaram um encontro próximo com um visitante interestelar.

Acontece que a bola de fogo em movimento rápido, que explodiu sobre Papua Nova Guiné 8 anos atrás, na verdade se originou de fora do nosso sistema solar - pelo menos, de acordo com um novo memorando divulgado pelo Comando Espacial dos EUA e baseado em um estudo realizado em 2019.

O meteorito, que media apenas 0,45 metros de diâmetro, atingiu a atmosfera do nosso planeta a 130.000 mph.

Dada a sua trajetória e alta velocidade, argumentam os cientistas, é 99% certo que veio do "interior profundo de um sistema planetário ou de uma estrela no disco grosso da Via Láctea".

Na época, ainda havia alguma incerteza porque uma parte dos dados foi classificada, mas agora a análise foi considerada "suficientemente precisa para confirmar uma trajetória interestelar".

O que é particularmente interessante sobre essa revelação é que o objeto é anterior à descoberta de 'Oumuamua - uma longa rocha espacial descoberta em 2017 que foi, até agora, considerada a primeira detecção confirmada de um objeto visitando nosso sistema solar do espaço interestelar.

Embora seja possível que fragmentos do meteorito recém-revelado possam ser encontrados no fundo do mar, as chances de encontrá-los são exponencialmente pequenas, devido ao tamanho e à escala da área.

Ainda assim, o fato de que o primeiro visitante interestelar conhecido pode realmente ter colidido com a Terra é certamente uma reviravolta intrigante e sugere que tais objetos podem ser bastante comuns em nosso sistema solar.