Header Ads

TRILHAS MISTERIOSAS DE DINOSSAUROS - OS SAURÓPODES REALMENTE ANDAVAM SOBRE DUAS PERNAS?


 Rastros estranhos deixados por dinossauros saurópodes gigantes têm deixado os especialistas coçando a cabeça.

Essas criaturas gigantescas, que fariam até mesmo o mamute peludo parecer minúsculo, foram alguns dos maiores animais terrestres que já caminharam sobre a face da Terra.

Para suportar seu enorme tamanho e peso, eles contavam com quatro pernas enormes, grossas como troncos de árvores, que por acaso também fizeram impressões profundas no solo que foram encontradas, milhões de anos depois, como impressões fossilizadas, fornecendo aos paleontólogos um riqueza de informações sobre a vida e o comportamento desses fascinantes gigantes herbívoros.

No entanto, há um obstáculo - em alguns casos raros, pegadas de saurópodes foram encontradas mostrando os rastros, não de um animal de quatro patas, mas de um animal andando sobre duas pernas.

As pegadas são, sem dúvida, as de um saurópode gigante - que sempre tem quatro pernas - então como é possível que uma criatura tão grande pudesse andar por aí com apenas duas pernas?

É um enigma que intriga os especialistas há anos e existem duas teorias principais.

Uma delas é que o dinossauro que deixou as pegadas ficou submerso em água de uma profundidade que permitiu que duas de suas pernas alcançassem o sedimento enquanto as outras duas pernas permaneceram suspensas no fundo.

A segunda teoria é que, em algumas superfícies, as pernas dianteiras mais pesadas podem deixar impressões, enquanto as pernas traseiras - que carregam menos peso - podem não deixar impressões suficientes para se fossilizarem.

Do jeito que as coisas estão, no entanto, ninguém tem certeza de quais dessas teorias - se alguma - são verdadeiras.