MAIS ANTIGAS PEGADAS HUMANAS NA AMÉRICA DO NORTE ENCONTRADO


Os arqueólogos identificaram o que agora se pensa ser as pegadas mais antigas já encontradas no continente.

Datando entre 21.000 e 23.000 anos, as pegadas fossilizadas foram descobertas em camadas de solo no parque nacional White Sands, no Novo México.

A descoberta é particularmente significativa porque, até agora, as evidências disponíveis (como lanças de pedra) sugeriram que os humanos chegaram pela primeira vez à América do Norte entre 11.000 e 13.000 anos atrás.

Para determinar a idade das trilhas, os cientistas do US Geological Survey conduziram uma análise de pequenas sementes que estavam embutidas nelas.

"A evidência é muito convincente e extremamente emocionante", disse o cientista arqueológico Tom Higham, da Universidade de Viena. "Estou convencido de que essas pegadas são genuinamente da idade alegada".

A descoberta pode servir para reescrever o que sabemos sobre a história dos humanos modernos na América do Norte e pode até mesmo atrasar ainda mais sua chegada ao continente.

"Essas descobertas indicam a presença de humanos na América do Norte por aproximadamente dois milênios durante o Último Máximo Glacial ao sul da barreira migratória criada pelos mantos de gelo ao norte", escreveram os pesquisadores em um estudo publicado na revista Science.

"Este momento coincidiu com um evento de aquecimento abrupto no hemisfério norte, o evento Dansgaard-Oeschger 2, que reduziu os níveis dos lagos e permitiu que humanos e megafauna caminhassem em superfícies recém-expostas, criando rastros que foram preservados no registro geológico".