OBRA CONTA FATOS DE 5 DIRETORES DE CINEMA QUE SE ARRISCARAM NOS CAMPOS DE BATALHA


 John Huston. William Wyler. George Stevens. Frank Capra. John Ford. Cinco grandes diretores do cinema americano na Segunda Guerra Mundial. O que eles fizeram, o

O que filmaram e aquilo que ocultaram está, nos mínimos detalhes, no livro Cinco Voltaram, do escritor Mark Harris.

Eles deixaram o glamour dos estúdios nos Estados Unidos e foram se arriscar nos campos de batalha. A missão tinha um patrocinador, o Departamento de Guerra americano, sob o governo de Franklin Roosevelt. Os cineastas estavam empolgados.

Ingenuidade? Militância política? O que pensavam do presidente? O que enfrentaram para filmar em meio ao horror e à brutalidade da guerra? Que batalhas se propuseram a mostrar? A dos inimigos, dos aliados ou a real? O processo envolveu acusações, frustrações… rendeu Oscars.


Foram quatro anos de filmagem em diversos sets. Os diretores passaram pela Itália, França, Bélgica, norte da África. Foram alvo de polêmicas e reações apaixonadamente patriotas do público americano.

Os cinco anos de pesquisa do autor Mark Harris trazem à tona o panorama sobre um cinema que influenciou os rumos da Segunda Guerra e por ela foi influenciado. Uma indústria que alimentou e, como defende o escritor, ainda alimenta o imaginário americano.