MOVIMENTO TECTÔNICO "BLOCO DE GELO" DESCOBERTO EM VÊNUS


 Uma descoberta inovadora em Vênus indicou que é ainda mais parecido com a Terra do que se acreditava anteriormente.

Em contraste com a Terra, que tem placas tectônicas móveis, alguns planetas, como Marte, têm uma camada externa imóvel (ou litosfera).

Embora Vênus também tenha sido considerado assim, uma nova pesquisa revelou que o segundo planeta do Sol realmente tem movimento tectônico que até agora não havia sido detectado.

"Identificamos um padrão não reconhecido de deformação tectônica em Vênus, que é impulsionado pelo movimento interno, assim como na Terra", disse o principal autor do estudo, Paul Byrne.

"Embora diferente da tectônica que vemos atualmente na Terra, ainda é uma evidência do movimento interior sendo expresso na superfície do planeta".

Byrne, junto com uma equipe internacional de pesquisadores, usou imagens da missão Magellan da NASA para construir um mapa da superfície do planeta. Após uma inspeção mais próxima, eles encontraram áreas onde grandes partes da litosfera haviam sido separadas ou unidas como gelo em um lago congelado.

"Essas observações nos dizem que o movimento interno está causando a deformação da superfície em Vênus, de forma semelhante ao que acontece na Terra", disse Byrne.

"As placas tectônicas na Terra são impulsionadas pela convecção no manto. O manto é quente ou frio em lugares diferentes, ele se move e parte desse movimento é transferido para a superfície da Terra na forma de movimento das placas".

"Uma variação desse tema parece estar acontecendo em Vênus também".

"Não são placas tectônicas como na Terra - não há cadeias de montanhas enormes sendo criadas aqui, ou sistemas de subducção gigantes - mas é evidência de deformação devido ao fluxo do manto interior, que não foi demonstrado em escala global antes".