A TERRA TEM UM "PULSO" DE 27,5 MILHÕES DE ANOS


 Muitos dos eventos geológicos mais significativos do nosso planeta ocorreram em intervalos de aproximadamente 27,5 milhões de anos.

De acordo com um novo estudo do professor Michael Rampino, da Universidade de Nova York, e colegas, os maiores eventos geológicos dos últimos 260 milhões de anos - sejam eles grandes terremotos, erupções vulcânicas ou mudanças no nível do mar - ocorreram em intervalos aproximados de 27,5 milhões de anos.

Este padrão rítmico peculiar está agora sendo referido como o 'pulso' da Terra.

“Há muito tempo alguns geólogos se perguntam se existe um ciclo de cerca de 30 milhões de anos no registro geológico”, disse Rampino.

"Muitos, mas talvez até a maioria, [geólogos] diriam que os eventos geológicos são em grande parte aleatórios".

Para chegar ao fundo do mistério, ele e seus colegas pesquisadores identificaram 89 eventos geológicos importantes na história da Terra e então usaram técnicas analíticas para determinar sua frequência.

Os resultados indicaram com 96% de confiança que os eventos se centraram em torno de 10 pontos distintos na história, sugerindo que era "improvável que fosse uma coincidência."

Exatamente por que isso deveria estar acontecendo não é compreendido atualmente, no entanto, pode ter algo a ver com placas tectônicas e movimento dentro do manto da Terra.

Outra teoria, mais 'lá fora', é que nosso planeta pode estar passando regularmente por partes da galáxia com maiores concentrações de matéria escura; no entanto, isso não pode ser provado atualmente.

A equipe agora espera voltar ainda mais no tempo para ver se o padrão continua.

Em caso afirmativo, pode ajudar a identificar precisamente o que é responsável por isso.