REVELADO O ROSTO DO PAI DO REI TUT


 Os cientistas reconstruíram o rosto de um antigo faraó egípcio que morreu há mais de 3.000 anos.

Os restos mortais - que se acredita serem do faraó Akhenaton - foram originalmente desenterrados em 1907 no Vale dos Reis do Egito, a apenas alguns metros da tumba do próprio Rei Tutancâmon.

Durante anos, os pesquisadores lutaram para confirmar a relação entre os dois, mas, mais recentemente, uma análise genética parecia sugerir que o faraó era na verdade o pai biológico do rei Tut.

Mesmo assim, alguns não estão convencidos e a questão continua a ser calorosamente debatida.

Agora, uma nova reconstrução facial do faraó foi produzida, mostrando sua aparência física com mais detalhes do que antes.

Criada por cientistas do Centro de Pesquisa em Antropologia Forense, Paleopatologia e Bioarqueologia (FAPAB) na Sicília, a reconstrução contou com as habilidades do artista forense 3D Cícero Moraes.

Enquanto as reconstruções anteriores mostravam cabelo, joias e outras características, esta focou exclusivamente nos traços faciais centrais.

Um relatório mais detalhado da reconstrução deve ser lançado em um futuro próximo.