A "CIDADE DOURADA" PERDIDA DO EGITO DESENTERRADA EM LUXOR


 Arqueólogos anunciaram a descoberta de uma cidade de 3.000 anos situada abaixo da antiga capital.

Aclamada por alguns como a segunda descoberta mais importante no Egito desde o túmulo de Tutancâmon, a cidade, também conhecida como 'A Ascensão de Aton', foi fundada pelo avô do rei Tut, Amenhotep III.

Era um lugar bem documentado em textos egípcios antigos e teria sido um espetáculo para ser visto com seus três palácios reais e ruas movimentadas. Apesar disso, no entanto, sua localização permaneceu teimosamente indefinida - pelo menos, até que foi desenterrada durante uma escavação iniciada no ano passado.

A equipe esperava encontrar o templo mortuário do Rei Tut, no entanto, eles ficaram surpresos ao encontrar tijolos de lama em todos os lugares que cavaram. Logo ficou claro que o que haviam encontrado era uma cidade inteira.

"Muitas missões estrangeiras procuraram esta cidade e nunca a encontraram", disse o ex-ministro das Antiguidades Zahi Hawass, que descreveu a descoberta de ruas ladeadas por casas, algumas de até 3 metros de altura.

Dentro dos edifícios em ruínas, os arqueólogos encontraram uma grande variedade de ferramentas e bugigangas.

"A descoberta da Cidade Perdida não apenas nos dará um raro vislumbre da vida dos antigos egípcios na época em que o império era [seu] mais rico, mas nos ajudará a lançar luz sobre um dos maiores [mistérios] da história: Por que Akhenaton e a [Rainha] Nefertiti decidiram se mudar para Amarna? " disse a Professora Betsy Brian da Universidade John Hopkins.

Basta dizer que haverá muito o que encontrar no site nos próximos meses.