TEXTOS BÍBLICOS DE 2.000 ANOS ENCONTRADOS EM ISRAEL


 A descoberta - a primeira desse tipo em décadas - foi anunciada esta semana pela Autoridade de Antiguidades de Israel.

Os textos, que são compostos por cerca de duas dezenas de pequenos fragmentos, foram descobertos dentro de uma caverna no deserto da Judéia durante uma extensa pesquisa arqueológica que durou vários anos.

Escritos em grego, os fragmentos contêm passagens dos Profetas Menores.

Eles foram encontrados ao lado de vários outros artefatos, incluindo o esqueleto de uma criança de 6.000 anos e uma cesta notavelmente bem preservada de 10.000 anos.

A descoberta foi considerada a mais significativa de seu tipo desde os Manuscritos do Mar Morto.

"O objetivo desta iniciativa nacional é resgatar esses raros e importantes bens patrimoniais das garras dos ladrões", disse Israel Hasson, diretor da Autoridade de Antiguidades de Israel.

"Os fragmentos de pergaminho recém-descobertos são um alerta para o estado. Os recursos devem ser alocados para a conclusão desta operação historicamente importante. Devemos garantir que recuperemos todos os dados que ainda não foram descobertos nas cavernas, antes que os ladrões, sim. Algumas coisas não têm valor".

A caverna onde os itens foram encontrados fica a 80 metros abaixo do topo de uma falésia e só pode ser acessada por meio de cordas e equipamento de escalada. Pelo lado positivo, isso teria ajudado a impedir que os saqueadores roubassem os tesouros arqueológicos armazenados lá dentro.

"Já no final da década de 1940, tomamos conhecimento dos vestígios de herança cultural da antiga população da Terra de Israel com as primeiras descobertas dos Manuscritos do Mar Morto", acrescentou Hananya Hizmi, do Departamento de Arqueologia da Administração Civil.

“Agora, nesta operação nacional, que dá continuidade ao trabalho de projetos anteriores, foram descobertos e desenterrados novos achados e evidências que lançam ainda mais luz sobre os diferentes períodos e culturas da região".