DESCOBERTA CERVEJARIA DE MAIS DE 5 MIL ANOS NO EGITO


 O Ministério do Turismo do Egito divulgou no último sábado (13) a descoberta de uma antiga cervejaria de alta capacidade de produção que teria mais de 5 mil anos. Situado no norte da cidade de Abydos, uma das mais antigas no país, o local contém cerca de 40 potes de cerâmica dispostos em duas fileiras.

Segundo divulgado pelo secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, Mostafa Waziry, essa seria "a mais antiga cervejaria de alta produção do mundo" e remonta ao faraó Narmer, que fundou a Primeira Dinastia e unificou o Alto e o Baixo Egito. Arqueólogos britânicos descobriram a cervejaria no início do século 20, mas sua localização nunca foi determinada com precisão, diz o comunicado oficial.



De acordo com Waziry, a cervejaria era composta por oito grandes áreas utilizadas como “unidades de produção de cerveja”. Uma mistura de grãos e água usada para fazer a bebida era aquecida nas cubas, sendo cada bacia "mantida no lugar por alavancas de barro colocadas verticalmente em forma de anéis".

O arqueólogo Matthew Adams, da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, que chefia a missão junto a Deborah Vischak, da Universidade Princeton, disse que estudos mostraram que a cerveja era produzida em grande escala, com cerca de 22.400 litros produzidos por vez.