EMPRESA CRIA PERFUME COM CHEIRO DE ESPAÇO


Talvez você nunca tenha parado para pensar que o Espaço tem cheiro — e ele é bem esquisito, sendo descrito como uma mistura de bife queimado com metal quente. Mas, se alguém se interessar pelo perfume cósmico, poderá adquiri-lo em breve. 

Em 2008, a NASA contratou Steven Pearce, cientista de alimentos e diretor-gerente da empresa de fabricação de fragrâncias Omega Ingredients, e o instruiu a recriar e engarrafar o cheiro do espaço. O objetivo não era vender por aí, mas serviria para ajudar a tornar os programas de treinamento de astronautas ainda mais realistas, fornecendo uma experiência sensorial completa de uma viagem em órbita.

Astronautas que já tinham feito viagens espaciais descreveram o cheiro para Pearce. “A melhor descrição que posso apresentar é metálica; uma agradável sensação metálica doce”, descreveu o ex-oficial da Estação Espacial Internacional (ISS) Don Pettit, em um blog em 2003.

Outros aromas foram sentidos no cosmos, incluindo o da poeira lunar, que cheira “pólvora gasta”, e o de uma nuvem de poeira com fragrância de “framboesa e rum”, que é provocado pela presença de formiato de etila (C3H6O2) próximo ao centro de nossa galáxia.

A fragrância elaborada por Pearce permaneceu em segredo por anos, mas, devido a Lei da Liberdade de Informação (FOIA), a receita foi revelada recentemente a Matt Richmond, gerente da Eau de Space, empresa que está lançando um perfume do espaço, como o próprio nome diz. Em busca de apoio, a iniciativa criou uma página no Kickstarter para arrecadar fundos para o empreendimento. Até agora, já foram doados mais de US$ 200 mil para o projeto.

Em um post agradecendo aos seus financiadores, a Eau de Space revelou alguns dos nomes sugeridos para o produto, incluindo "A Space Eau-de-ssey", "Elon's Musk" e "Space Scent Juice". Enquanto o perfume não vem para o Brasil, é mais fácil queimar um bife e deixar uma chapa esquentar.