Universo Misterioso

A POEIRA PODE AJUDAR A TORNAR HABITÁVEIS OS MUNDOS ALIENÍGENAS


Os cientistas destacaram o papel da poeira no resfriamento ou no aquecimento de um mundo extra-solar inabitável.

Quando se trata de determinar se algum mundo tem potencial para hospedar vida extraterrestre, há muitos fatores que entram em jogo, incluindo o tamanho do planeta, seu período orbital e se ele fica ou não na 'zona de Golidlocks' - o região na qual a temperatura não é muito quente nem muito fria para a existência de água líquida na superfície de um planeta.

No entanto, existem outros fatores que também podem desempenhar um papel, conforme enfatizado por um novo artigo que analisou o papel das partículas de poeira no ar na atmosfera de um planeta.

Uma grande quantidade de poeira atmosférica poderia, por exemplo, tornar um planeta inerentemente mais quente do que seria, o que significa que um planeta empoeirado mais distante de sua estrela ainda poderia suportar água líquida.

Da mesma forma, a poeira transportada pelo ar também pode ajudar a resfriar um planeta mais próximo de sua estrela-mãe.

As descobertas sugerem que os planetas extra-solares, considerados inabitáveis ​​devido à sua localização, ainda podem estar em execução, caso se verifique que há muita poeira em suas atmosferas.

Isso pode ser especialmente verdadeiro para planetas de 'órbita sincronizada', que são mundos em que um lado é perpetuamente travado em direção à sua estrela-mãe.

"Na Terra e em Marte, as tempestades de poeira têm efeitos de resfriamento e aquecimento na superfície, com o efeito de resfriamento normalmente vencendo", disse o principal autor do estudo, Ian Boutle, da Universidade de Exeter.

"Mas esses planetas da 'órbita sincronizada' são muito diferentes."

"Aqui, os lados escuros desses planetas estão em noite perpétua e o efeito de aquecimento vence, enquanto que durante o dia o efeito de resfriamento vence".

"O efeito é moderar os extremos de temperatura, tornando o planeta mais habitável".

 #universomisterioso #space #universe

Postar um comentário

0 Comentários