Universo Misterioso

ESTUDO AFIRMA QUE DINOSSAUROS TINHAM SANGUE QUENTE E PRODUZIAM PRÓPRIO CALOR


A temperatura corporal dos dinossauros sempre intrigou os cientistas, pois esse grupo de animais está evolutivamente entre os répteis, cujo sangue é gelado, e as aves, que têm sangue quente. Mas uma equipe da Universidade Hebraica de Jerusalém, em Israel, parece ter encontrado as peças para resolver esse quebra-cabeça.

Segundo um estudo publicado pela equipe no Science Advances, a temperatura corporal desses animais variava de 35 a 40 graus Celsius. Para chegar a essa conclusão, os especialistas desenvolveram um novo método, que foi chamado de geoquímica de isótopos agrupados.

Os cientistas explicam que essa técnica foca na análise das ligações químicas entre isótopos pesados ​​em minerais de carbonato de cálcio, principal ingrediente na composição das cascas de ovos. De forma prática, o método permite que o grupo calcule a temperatura na qual esses minerais se formaram — ou seja, a temperatura do corpo da mãe quando o ovo foi gerado dentro dela.

Para o estudo, foram utilizados ovos fossilizados de três espécies distintas de dinossauros que surgiram em momentos diferentes da história evolutiva desses animais: uma mais próxima dos répteis, uma mais próxima das aves e uma que estava entre as outras duas. Foi assim que os especialistas descobriram que os ovos surgiram de corpos cujas temperaturas variavam entre 35º C e 40º C.

#universomisterioso #space #universe

Postar um comentário

0 Comentários