A GALÁXIA NGC 1052-DF2


Os astrônomos ficaram de cabelos em pé em 2018, quando foi encontrada uma galáxia mais ou menos do tamanho da Via Láctea quase sem sinal de matéria escura. A NGC 1052-DF2, que inicialmente acreditava-se estar a 65 milhões de anos-luz da Terra, fica na verdade 42 milhões de anos-luz distante, e se destacou pela quase ausência de matéria escura em seu interior.

Matéria escura é uma substância ainda misteriosa que, acredita-se, compõe 84,5% de toda a massa do universo. É assim chamada porque é invisível, além de interagir apenas gravitacionalmente com a matéria comum. Segundo a teoria atualmente mais aceita, a matéria escura já existia antes do Big Bang.

Com o achado da NGC 1052-DF2, as evidências de que tal substância existe ficaram mais fortes. A galáxia em questão possui dimensões parecidas com a Via Láctea, mas com uma proporção de apenas uma estrela para cada 200 de nossa galáxia, aproximadamente. A sua massa total é muito inferior à de nosso sistema estelar.

Novos estudos de 2019, no entanto, detectaram a distância de 42 milhões de anos-luz e alteraram muitas das informações iniciais da NGC 1052-DF2. Pesquisadores ainda tentam compreender inteiramente o fenômeno, mas acredita-se que a massa total seja cerca de metade da calculada inicialmente, mas as estrelas somam apenas um quarto da massa estelar do primeiro estudo, o que poderia indicar a presença de matéria escura na galáxia.

Em novembro deste ano, no entanto, cientistas encontraram outras 19 galáxias que podem ter pouca ou nenhuma matéria escura em seu interior. Por outro lado, há ao menos uma galáxia conhecida cuja massa é composta 99,9% de matéria escura.

#universomisterioso #space #universe