Universo Misterioso

A GALÁXIA GN-Z11


A GN-Z11 foi descoberta pelo telescópio espacial Hubble em março de 2016 e é atualmente a mais antiga e distante galáxia conhecida, com um desvio espectroscópico para o vermelho de z = 11.09. Ela ultrapassou a EGSY8p7, que havia superado a EGS-zs8-1 neste posto, ambas descobertas em 2015.

A distância da GN-Z11 para a Via Láctea gerou um certo desconforto inicial. Calcula-se que ela esteja atualmente a 32 bilhões de anos-luz longe de nós, o que a tornaria impossível de detectar, já que o universo em si possui 13,8 bilhões de anos de idade. Como poderia a luz de um objeto tão distante chegar aos nossos instrumentos?

Estudiosos explicaram que, por conta da expansão do universo, a galáxia em questão já esteve mais próxima. A luz captada pelo Hubble foi emitida há cerca de 2,66 bilhões de anos, aos quais foi adicionado um fator (z+1)=12,1 durante os 13,4 bilhões de anos que levou para a luz chegar até aqui, resultando nos 32 bilhões de anos-luz que separam a GN-Z11 de nossa galáxia atualmente.

Ela é vista atualmente como era 13,4 bilhões de anos-luz atrás, apenas 400 milhões de anos depois da formação do universo. É a mais antiga galáxia já avistada pela humanidade. A GN-Z11 possui cerca de 1% da massa da Via Láctea, e formava estrelas 20 vezes mais rapidamente. E o fato de uma galáxia tão antiga com massa tão grande ainda nos primórdios do universo intriga os astrônomos.

#universomisterioso #space #universe

Postar um comentário

0 Comentários