Pesquisar este blog

Publicidade

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

COMETA INTERESTELAR 14 VEZES MAIOR QUE A TERRA ENTRA NO SISTEMA SOLAR


cometa 2l/Borisov está de passagem pelo nosso Sistema Solar, atraindo a atenção da comunidade científica. É que este é o segundo objeto interestelar flagrado pelos astrônomos nas nossas vizinhanças, e o primeiro que nos deu tempo o suficiente para ser observado. Uma nova foto impressionante mostra o cometa sob uma nova luz.

Quem “clicou” a imagem foi uma equipe de astrônomos da Universidade de Yale, em Connecticut. Eles fotografaram o 2I/Borisov no domingo (24) usando o Observatório Keck, no Havaí, e o resultado foi a foto que revela uma cauda de quase 160.000 km de comprimento - cerca de 14 vezes o diâmetro da Terra.

Para Pieter van Dokkum, professor de astronomia do Yale, “é humilhante perceber quão pequena é a Terra ao lado deste visitante”. Apesar da cauda de proporções gigantescas, os pesquisadores calculam que o núcleo do cometa tem apenas 1,6 km de diâmetro.

Este cometa foi descoberto no final de agosto pelo astrônomo amador Gennadiy Borisov, e nos oferece a primeira boa oportunidade de estudar um visitante de outro sistema estelar. Quando o Oumuamua, o primeiro objeto interestelar detectado, foi visto pela primeira vez em outubro de 2017, ele já estava “de saída” e não houve muito tempo para descobrir muito a seu respeito. Mas o cometa Borisov é mais “generoso”: ele ainda está por perto e sua maior aproximação com a Terra deve ocorrer no final de dezembro.

Assim, os astrônomos estão aproveitando a visita do cometa para “obter informações sobre os blocos de construção de planetas em sistemas diferentes dos nossos", de acordo com Greg Laughlin, professor de astronomia de Yale.

A maioria dos astrônomos afirmam que provavelmente há muitos outros visitantes interestelares passeando pelo nosso Sistema Solar sem serem detectados. Mas podemos começar a conhecê-los em breve, quando alguns grandes novos observatórios, como o Large Synoptic Survey Telescope, que será um caçador de corpos pequenos, começarem a funcionar.

#universomisterioso #space #universe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os mais lidos

Categorias

Universo Misterioso Space Universe Science Planeta Terra ciência Ovni Nasa Curiosidade Espaço Ufo Ufologia Universo Buraco Negro Space today Asteroide Galáxia Marte Meteoro Nebulosa Sol cientista mistério natureza EUA Estrelas Hubble Inteligência Artificial Lua Militares Robô Satélite Tubarão Zumbi Índia Alasca Algas Asteroides Australopithecus BOLA DE FOGO Batman Biologia Brasil Capacete Caracól Caverna Chuva Deep Density Dinossauro Dragão Edscottite Elon Musk Energia Entomofobia Escultura Maia Estrela do mar Europa ExtraTerrestre Floresta Foguete Fotografia Frio Fungo Cordyceps Furacão Física Galaxias Galáxia de Andrômeda Geleira Google Groenlândia Grãos de Areia Huskies Siberianos Ilhas malvinas Insetos Interlestar Japão Jon Bower Júpiter Lago Natron Lula Molusco Luzes Misteriosas M64 Mamute Marinha Mecânica Quântica Mediterrâneo Medo Meio Ambiente Meteorito Microscópio NGC 6995 Naves Espaciais Nebulosoa do Golfinho Nêutrons Objeto Misterioso Parkers probe Pentágono Planeta 9 Planeta Gigante Pleidiana Polônia Prasenjeet Yaday Quântica Raio Reino Unido Roswell Rússia Sangue Saturno Serial Killer Simulador de Universo Tanzânia Teoria de Tudo The Isolator Thomas Edison Titanic Tubarões Túmulo Urso Marrom Veado raro Ventos Solares Viajante do Tempo apocalipse apollo aquecimento global arqueólogos astronauta astronautas baratas cHINA clima cometa cometa 20/Bonsov coruja branca câncer ebola esa estrôncio fenômenos anômalos físico fósseis genes genoma livro secreto militar montanha-russa mulheres naufrágio navio nuvens oceano ovnis ozônio peixes pirâmides poluição população brasileira quinta força rosa negra segunda guerra mundial sistema solar soldados sons estranhos urubu-barbudo vida ÓRBITA água